Recordações

Memórias Vivas || Até Já

Olá Nossos Devanienses!

Hoje faria anos, caso fosse viva fisicamente, uma pessoa muito importante para mim.

Infelizmente, ela morreu no dia trinta e um de Julho de dois mil e doze. Não tive a oportunidade de me despedir dela. Um último abraço. Ela sabe que não seria só um. Já sonhei com esse abraço e foi reconfortante. Os sonhos também ajudam.

Este dia já me alegrou bastante. Este dia já me entristeceu bastante. O significado dele. Ela significava amor.

Já fui mais egoísta em relação à partida dela. Era a hora dela. Eu tinha de respeitar isso. Custa imenso, mas faz parte.

Não ficou para semente como dizia. Como eu, egoístamente, gostaria que acontecesse. Não faz parte da lei da vida. Poderia culpar Eva neste momento.

Fiquei, fisicamente, sem um dos meus maiores tesouros.

Fui egoísta durante anos, pois não quis que ela partisse nunca. Fui egoísta durante anos, pois quis que ela voltasse. Ninguém tinha o direito de a tirar de mim. Ninguém.

Fui egoísta por ela.

Faz falta? Faz falta, mas tenho de aceitar. Ela não poderia ficar, nem eu posso fazer nada contra isso.

Tudo nela era genuíno. Preciso bastante dela, mas sei que ela está lá sempre por mim.

Até já!

Beijinhos

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *