Netflix

Gosto Se Discute || Netflix De Portugal

Olá Nossos Queridos Devanienses ( E Queridíssima Netflix )!

 

Imagem relacionada

 

Primeiramente, devo confessar algo que já confessei: Adoro o trabalho da Kéfera. No último vídeo que vi da Kéfera, esta anunciou que o seu filme “Gosto se discute” vai estrear na Netflix. Sob este ponto de vista maravilhoso, fui à Netflix procurar o filme. Pesquisei por Kéfera Buchmann. Pesquisei por Gosto se discute. Nada. Nadinha de nada.

Porquê? Porquê? Porquê?! Querida Netflix, explica-me porquê! A menina disse! Iria ser lançado no mesmo dia que a nova temporada de “La Casa de Papel”. Série que confesso que ainda não vi. Pode ser que aconteça como “The American Horror Story”. Quando deixarem de falar, eu vejo e apaixono-me.

Definitivamente, parece que há um atraso em relação à Netflix do Brasil. Não era para estrear no dia cinco de Abril? Pois, parece que não.

 

Resultado de imagem para gosto se discute Netflix

 

Antes de mais nada, entendo que o filme seja brasileiro e tudo mais. Porém, isso não impede que eu gostaria de ver na mesma. E ver no dia anunciado. Ver para escrever aqui, claro. Se eu entendo a Netflix em relação a estreias? Não, eu não entendo a Netflix em relação a estreias.

Apesar de ter acesso à Netflix, há bastantes filmes que não encontro lá e vejo em outras plataformas. Querida Netflix, ajuda-me para eu te ajudar. Cumpre as datas, por gentileza. Pedimos-te por gentileza. Eu vi a peça de teatro do Felipe Neto na Netflix e adorei ter esse acesso.

 

Resultado de imagem para gosto se discute Netflix

 

Simultaneamente, gostaria de entender esse atraso em Portugal. Atrasou-se no Brasil? Para Kéfera anunciar, é sinal que não houve atrasos. Caso houvesse, Kéfera avisaria.

Aliás, devo escrever aqui um aparte: Minha querida Kéfera, eu sei que assistes, era só para dizer que estás cada vez mais linda e cada vez mais parecida com Zeiva. 

Em síntese, Netflix, não te atrases tanto.

Beijinhos

2 thoughts on “Gosto Se Discute || Netflix De Portugal

Deixar uma resposta